A grande mancada de Bilac

Café com leite. Talvez não exista no Brasil uma dupla de bebidas tão antiga e tão popular. E olhe que esse casamento sacramentado em meados do século 19 foi alvo de críticas do príncipe dos poetas brasileiros, Olavo Bilac. Ele chegou a defender nos jornais o fim da dupla, com o argumento de que ela reduzia o consumo do café, então em grave crise.

Já o padre Manuel da Nóbrega só tinha elogios ao leite, que era no colégio por ele fundado o alimento-chave na lavoura das almas índias para o cristianismo. Aliás, o jesuíta ocupa lugar de honra na história do leite. É dele a primeira referência ao alimento na literatura brasileira, feita em 1552.

Essas são duas de muitas outras passagens contadas pelo jornalista João Castanho Dias no livro de arte 500 Anos de Leite no Brasil, que também tem versão em inglês, lançado em 2006 mediante parceria com a Embrapa Gado de Leite, que comemorava trinta anos de fundação, e patrocínio da Nestlé e da Dairy Partners América, sob os auspícios da Lei Rouanet.

Fartamente ilustrada, com 148 páginas, capa dura, formato grande, a obra relata o povoamento do Brasil pelos bovinos, as dificuldades da implantação da pecuária de leite, as viagens que os barões do café faziam de navio à Europa acompanhados de suas vacas. Conta a incrível história do agrônomo paulista que ficou seminu num avião inglês por ordem de autoridades contrárias ao gado que ele trazia da Índia para fomentar a produção de leite na Amazônia.

Está aí também a epopeia do visionário Antônio Saraiva, que montou em 1897 uma fábrica de manteiga no sertão do Piauí com máquinas importadas da Bélgica, viajando em balsas, por pontes de madeira e em cortejo de carros de boi. Ao abrir para o leitor-espectador a fascinante saga do leite no país, a obra apresenta aspectos da história do Brasil nas vertentes sociais, econômicas e alimentares, estas envolvendo até a culinária dos índios.

Capítulos

A invasão do Brasil por bois e vacas
Um ilustre ausente na mesa colonial
A dura caminhada da pecuária leiteira
Raças para todos os deleites
Exposições que marcaram época
Os laticínios entram em cena
Máquinas que faziam furor
Bacias leiteiras de ontem e de hoje
Reduto da sabedoria leiteira

 
GV8 Sites e Sistemas